fotografia por Por Joseolgon - Obra do próprio, CC BY-SA 4.0

Passadiços do Paiva

Localizados no concelho de Arouca (distrito de Aveiro), numa das margens do Rio Paiva, os Passadiços do Paiva proporcionam “um passeio intocado” durante cerca de 8Km.

A paisagem que rodeia os passadiços do Paiva é sublime e de uma beleza ímpar. Um autêntico santuário natural, junto a descidas de águas bravas, cristais de quartzo e espécies em extinção na Europa.

O percurso estende-se entre as praias fluviais do Areinho e de Espiunca, encontrando-se, entre as duas, a praia do Vau. Uma viagem pela biologia, geologia e arqueologia que ficará, com certeza, no coração, na alma e na mente de qualquer apaixonado pela natureza.

Passadiços do Paiva - www.passadicosdopaiva.pt
Passadiços do Paiva – www.passadicosdopaiva.pt

Os Passadiços do Paiva são uma das grandes atrações turísticas de Portugal e provavelmente aquela que mais se tem destacado nos últimos anos, desde que foi inaugurada em 2015. 

Prémios Internacionais

Em 2016 ganharam o prémio “Europe’s Leading Tourism Development Project”. Repetiram o feito em 2017, 2018 e 2019. A este prémio juntaram o “World’s Leading Adventure Tourist Attraction” em 2018 e o “Europe’s Leading Adventure Tourist Attraction” em 2018 e 2019. (World Travel Awards).

Onde começar e como chegar

Tem dois pontos de partida para o percurso dos passadiços do Paiva. Pode iniciar o trajecto na Espiunca ou no Areinho.

Bilhetes para os passaiços do Paiva

A entrada nos passadiços do Paiva é paga. Custa 1 euro por pessoa e limitada a 3500 pessoas por dia. Faça a reserva e comprar os bilhetes com antecedência.

Aspetos a Considerar

Consulte sempre a informação disponibilizada no site oficial. Estas são as normas e recomendações deixadas pelos responsáveis:

Normas e Conduta: Ande em grupo; Percorra o passadiço entre o nascer e o pôr do sol; Siga sempre pelo passadiço; Use vestuário e calçado apropriado; Observe a fauna à distância e não danifique a flora; Não abandone o lixo na natureza; Respeite a propriedade privada; É proibida a entrada de aparelhos de música; É proibida a entrada de carrinhos de bebé; É proibida a entrada de animais; Evite barulhos e atitudes que perturbem a paz local; Não colha amostras de plantas ou rochas; As crianças devem andar sempre acompanhadas por adultos; Se encontrar obstáculos ou derrocadas, não os contorne. Volte para trás pelo mesmo percurso; É proibido fumar, fazer fogueiras, acampar ou fazer desportos radicais; É proibido circular de bicicleta, de motociclo ou outros veículos motorizados; Respeite e obedeça às orientações e informações oficiais;

Observações e Recomendações: O percurso no sentido Areinho – Espiunca é o menos exigente, a nível físico; No caso de ida e volta, recomenda-se começar o percurso pela Espiunca; O passadiço permite o acesso a três praias fluviais, onde se poderá refrescar; Leve sempre água consigo e uma mochila para trazer o lixo; Não utilize chinelos ou calçado de praia; Neste momento, o serviço de transfer de uma extremidade para a outra pode ser efetuado por táxi; Para sua segurança, ao longo do percurso, existem telefones SOS; Em períodos de sol intenso, recomenda-se o uso de protetor solar; Existem muitas zonas com sombra, ao longo do percurso; Não tem que atravessar, obrigatoriamente, a ponte suspensa, para efetuar o percurso; Para visitas interpretadas, com guia, deve contactar empresas da especialidade ou o Geoparque Arouca; Nas extremidades dos passadiços, existem cafés que servem refeições rápidas; Existem parques de estacionamento nas duas extremidades dos passadiços (Espiunca e Areinho) ;



Deixar uma resposta