A frescura e a vivacidade dos vinhos de Felgueiras

Este vinho precisa de ser servido bem fresco e requer intensidade…

País reconhecido pelo vinho do Porto e da Madeira, Portugal é rico em bons vinhos, com mais de cem variedades de vinhos, que abraçam os vinhos de mesa, vinhos especiais, espumantes, e todos eles relacionados com a riqueza dos solos de onde são provenientes.

O vinho é associado a momentos de imenso prazer e degustação, bem como atos de conhecimento, no que toca à aprendizagem de castas, de sabores e de intensidade.

O vinho de Felgueiras, para muitos ainda desconhecido, é um símbolo da cidade que recebeu o sei primeiro foral em 1514, por D. Manuel I. Desde então, Felgueiras destila energia cultural e empresarial, sendo também símbolo de alguns dos melhores vinhos verdes produzidos na região.

Vinho Rosé
Vinho Rosé

Para conseguir abranger todos os produtores e disseminar melhor a qualidade dos vinhos foi criada a Cooperativa Agrícola de Felgueiras, Caves Felgerias Rúbeas, C.R.L., que já se tornou uma das maiores e mais antigas da Região Demarcada do vinho verde. Para ter perceção, existem cerca de 6200 associados e uma produção anual superior a 5.000.000 litros.

Por terras de Felgueiras existe um vinho muito peculiar, o característico “Espadeiro”. A casta Espadeiro é cultivada na região dos vinhos verdes e produz vinho muito apreciado. A casta é muito produtiva e os vinhos extraídos são acídulados e de cor rosada clara. Algumas adegas produzem vinho rosé a partir da casta Espadeiro.

Vinho Verde Terras de Felgueiras - Espadeiro
Vinho Verde Terras de Felgueiras – Espadeiro

O normal aroma destes vinhos distingue-se pelo discreto paladar a fruta com um toque de citrinas. No final da degustação, o sabor é ligeiramente doce e limonado, o que convida a que seja desfrutado em boa companhia, socialmente.

A marca “Terras de Felgueiras” e o espumante “Terras de Felgueiras”, estão disponíveis por todo o País, no comércio tradicional bem como nos grandes hipermercados.

Este vinho precisa de ser servido bem fresco e requer vivacidade, para que possa ser servido como aperitivo, no intervalo das refeições e, sobretudo, a acompanhar um belo prato quer de peixe quer de carne. Mas é de relembrar, que se os brancos evidenciam o sabor do marisco e peixes em geral, a maioria dos pratos de carne, como os rojões, a vitela ou as papas de sarrabulho, não dispensam a contração de um bom verde tinto.

Posto isto, considere uma visita a Felgueiras não apenas numa vertente gastronómica, mas também numa vertente mais cultural e lúdica, visto que o concelho tem tanto para lhe proporcionar.