O Parque Natural de Montesinho (PNM) situa-se no Alto Nordeste transmontano, abarca os concelhos de Bragança e Vinhais, e faz fronteira nas restantes vertentes com Espanha. E é ao concelho de Bragança que pertence Rio de Onor, a aldeia maravilha em área protegida.

Falamos-lhe de uma pequena aldeia de excelência rodeada de montanhas e vales com caraterísticas únicas, casas pequenas de xisto e telhados de lousa. Em Rio de Onor as suas gentes utilizam um dialeto próprio (o rionorês), para preservação das memórias e suas tradições.

Esta aldeia transmontana tem uma aldeia homónima,  Rihonor de Castilla, mesmo do lado espanhol. As populações de ambos os lados vivem essencialmente da agricultura e da pastorícia, onde o sistema comunitário de base ainda se mantém nalguns aspetos do quotidiano.

Onde ficar em Rio de Onor?

Aldeia bastante turística, aqui encontrará pontos turísticos fantásticos e singulares, como o Parque de Campismo Rural de Rio de Onor, local para dormitar.

Com comentários a roçarem o excecional , a Casa da Portela em Rio de Onor é uma casa típica, que  mantém a traça original mas que no interior é apetrechada de novos e sofisticados equipamentos. De muito bom gosto, e com linhas simples aqui poderá passar uns dias com calma, e relaxar com todo o conforto da sua casa.

Área comum da Casa da Portela - Rio de Onor

Área comum da Casa da Portela – Rio de Onor

Outra possibilidade é o Montesinho Turismo está situado numa pequena aldeia no interior do parque natural, a 16Km de Rio de Onor. O alojamento é composto por 6 casas diferentes, algumas localizadas no centro de Gimonde e outras na Quinta das Covas. As acomodações foram totalmente renovadas em estilo contemporâneo, tendo sido mantido o caráter e a atmosfera originais. Estas casas tem uma mais valia que é o preço-qualidade, bastante acessível e com uma qualidade muito satisfatória. A visitar…

O Que fazer?

Pode ser praticada uma variedade de atividades nesta região, tais como observação de aves, observação de fauna, pesca e caminhadas. Com o aluguer de bicicletas poderá ainda conhecer trilhos encantados e pouco conhecidos.

A cerca de 30 minutos de carro do Lago de Sanábria Natural, este é um local que poderá visitar na nossa vizinha Espanha, ou então aproveitar para ir até à capital de distrito, Bragança. Encontrará por terras do nordeste transmontano vários motivos para se apaixonar…

Gastronomia

A gastronomia de Bragança destaca-se pela origem dos ingredientes e pela qualidade dos produtos. Cozinha de confeção relativamente simples, damos-lhe o exemplo da saborosa posta de vitela mirandesa (temperada com sal e colocada nas brasas) é um pitéu de salivar por mais.

Os pratos de caça confecionam-se de maneira tradicional, de onde saem aromáticos estufados paladares únicos e muito típicos.
Na mesa transmontana nunca faltam os enchidos como as alheiras, chouriças, salpicões, presuntos, chouriços e do mel.


Fonte do Artigo: Câmara Municipal de Bragança