Praia do Barril, a pitoresca e tranquila praia de Tavira

A Praia do Barril, Tavira

A Praia do Barril faz parte do Parque Natural da Ria Formosa e pertence ao sistema de ilhas denominadas ilha-barreira.

A longa extensão de areia fina e branca da Praia do Barril prolonga-se para nordeste até à Praia da Ilha de Tavira e para sudoeste até à praia nudista.

Praia do Barril

Praia do Barril

A Praia do Barril é desde 1987 praia de Bandeira Azul. Distingue-se pela beleza natural e águas tranquilas, pela limpeza, pela qualidade da água e das infraestruturas de apoio (serviços de limpeza, de segurança e de informação aos utentes) que a transformam numa das melhores praias do país.

A antiga comunidade de pesca de atum

Na proximidade da Praia do Barril, erguia-se em tempos passados, uma pequena aldeia de pescadores. A antiga comunidade piscatória albergou até aos anos 60, época em que foi abandonada, cerca de 80 famílias, durante a época da pesca do atum.

Fotos de PhotoArch

As pequenas casas foram restauradas e algumas foram convertidas em restaurantes e outras estruturas de apoio à praia.

O Cemitério das Âncoras

Erguido ao longo dos anos, tal e qual um memorial dramático do declínio da frota pesqueira local, encontramos o comummente designado cemitério das Âncoras.

São dezenas de antigas âncoras dos barcos de pesca que foram alinhadas ao longo das dunas, no limite da praia. O ambiente teatral criado transporta quem visita para o passado, levando-nos a fantasiar sobre o que por ali terá acontecido.

Cemitério das Âncoras - Praia do Barril

Cemitério das Âncoras – Praia do Barril

As âncoras foram também utilizadas para manter as redes de pesca em posição, formando enormes labirintos subaquáticos, que funcionavam como um funil encaminhando os atuns para as redes de captura.

O Cemitério das Âncoras, conjuntamente com o Comboio, conferem à Praia do Barril como que uma personalidade característica e única entre as praias portuguesas.

O Comboio – Pouca Terra, Pouca Terra, U-uuu!

Sim… é verdade… Pode chegar à Praia do Barril indo a pé ou utilizando o comboio.

A ligar a Praia do Barril ao continente existe uma pequena ferrovia, dantes utilizada pelos pescadores para o transporte de mercadorias entre a comunidade e a estrada principal.

Esta ferrovia foi convertida, e além de ser um meio de acesso à praia, é também uma atração turística bastante popular.

Comboio da Praia do Barril

Comboio da Praia do Barril

Proporciona aos visitantes uma experiência engraçada e simultaneamente facilita a vida a quem tem mais dificuldades de mobilidade. O bilhete de ida e volta tem um custo de cerca €2.00.

A viagem é de apenas 1km. Se preferir ir a pé o trajeto é um pouco mais agreste, mas em compensação pode melhor observar a grande variedade de espécies animais e vegetais.

Percurso Pedestre Trilho da Praia do Barril

O Trilho do Barril é composto por 6 Estações de Observação. O percurso de cerca de 2 kms, permite a observação de diferentes habitats e de espécies de fauna e flora que são parte integrante da zona húmida do Parque Natural da Ria Formosa.

Fauna e Flora

Na travessia do sapal, e durante a baixa-mar, pode observar uma espécie de caranguejo, a Boca Cava-Terra (Uca tangeri), assim como algumas aves aquáticas, tal como o Perna-longa (Himantopus himantopus).

Ao longo do sistema dunar podemos encontrar espécies de vegetação como a Aetheorhiza bulbosa, a Ammophila arenaria (estorno), a Anagallis monelli, a Armeria pungens (Armeria) e a Eryngium maritimum (cardo marítimo).

Alojamento e Restauração

Existem alguns restaurantes perto da Praia do Barril. O peixe fresco é rei por estas bandas, a par do bacalhau.

Restauração na Praia do Barril

Restauração na Praia do Barril

Existem também várias opções de alojamento nas proximidades da praia. Em Tavira ou em Cabanas de Tavira.

Ponte de Lima, a mais antiga vila portuguesa

A Rainha D. Teresa atribui o Foral à vila, a 4 de março de 1125 e já no século XIV, o rei D. Pedro I mandou construir as muralhas que transformaram Ponte de Lima num “burgo medieval cercado de muralha”.

Rainha Dona Teresa - Ponte de Lima

Estátua da Rainha D. Teresa – Ponte de Lima

Património de Ponte de Lima

Aqui a riqueza história e patrimonial é inigualável. Existem, no concelho, mais de 40 monumentos classificados… 3 Monumentos Nacionais, 38 Imóveis de Interesse Público e 5 Imóveis de Interesse Municipal.

Igreja Matriz de Ponte de Lima

Igreja Matriz

Centro histórico

Passear pelo centro histórico é como regressar à ao passado. A sala de visitas da vila, o Largo de Camões, recebe-o de braços abertos. Aprecie a beleza do Chafariz Nobre, datado de 1603.

Chafariz Nobre - Ponte de Lima

Chafariz Nobre – Ponte de Lima

A Ponte fica logo ali ao lado, atravesse-a e visite a Igreja de Santo António da Torre Velha, do século XIX. Não menospreze os detalhes e aprecie a altura da torre e as gárgulas que ornamentam os ângulos.

Igreja de Santo António da Torre Velha - Ponte de Lima

Igreja de Santo António da Torre Velha

Rio Lima

O Rio Lima atravessa o Alto-Minho desde o monte Talariño, na província de Ourense, na Galiza, Espanha, onde nasce a 975m de altitude até a Viana do castelo onde desagua no Oceano Atlântico.

Rio Lima - Ponte de Lima

Rio Lima

A ligação do rio à vila é umbilical. Deu lhe parte do nome e ainda assume um papel preponderante nos vários setores de atividade do concelho.

Ponte de Lima “a vila jardim”

Ponte de Lima é reconhecida como “a vila mais florida de Portugal”. Sem dúvida que por aqui impera o respeito e o cuidado na manutenção dos espaços verdes.

Vista Aérea de Arcozelo - Ponte de Lima - cm-pontedelima.pt

Vista Aérea de Arcozelo – cm-pontedelima.pt

Nos arredores e na própria vila e existem vários jardins, bem cuidados, que convidam a atividades de descontração.

Gastronomia de Ponte de Lima

O Arroz de Sarrabulho, servido com rojões de porco, é o ex-libris da gastronomia da vila.

A lampreia do Rio Lima é também uma das iguarias mais apreciadas motivando a visita de centenas de pessoas que se deslocam à procura do arroz de lampreia ou da lampreia à bordalesa.

Pessoalmente a minha preferência vai para o Naco de Minhota, um pedaço de carne suculento, produto endógeno de características únicas, proveniente da raça bovina Minhota.

Festival Internacional de Jardins

O Festival Internacional de Jardins, é um evento anual que ocorre em Ponte de Lima, na margem direita do rio Lima.

Praia Fluvial de Loriga, a praia serrana de águas cristalinas

Localizada em pleno Parque Natural da Serra da Estrela, a Praia Fluvial de Loriga tem para oferecer, além da água cristalina e “geladinha”, a calma e a serenidade próprias do contexto onde se encontra inserida.

Praia Fluvial de Loriga - Manuel Ferreira Fotografia

Praia Fluvial de Loriga – Manuel Ferreira Fotografia

A Praia Fluvial de Loriga fica situada no curso da Ribeira de Loriga, que nasce no planalto superior da Serra da Estrela. Distingue-se por se encontrar situada num vale glaciário e pelas suas águas puras e cristalinas.

Por norma quando queremos apanhar sol dirigimo-nos para o litoral de Portugal. Mas desengane-se quem pensa que no interior não o consegue fazer. Em pleno Parque Natural da Serra da Estrela, situada num Vale glaciário, a Praia Fluvial de Loriga está para contrariar todas as ideias de que na Serra da Estrela só existe neve.

Infraestruturas

Ao longo dos anos a praia tem sofrido alguns melhoramentos, que permitiram aumentar a segurança e o conforto dos visitantes. A qualidade tem sido atestada pela atribuição do galardão de ouro, uma menção atribuída pela Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza.

Num lugar bastante tranquilo e sossegado, esta praia possui boas infraestruturas de apoio, tais como, balneários, WC, bar, parque de merendas, parque infantil.

Envolvência e Distinção

Esta praia foi umas das finalistas das “7 Maravilhas – Praias de Portugal”, na categoria de Praias Fluviais. A National Geographic considerou-a uma das 9 praias fluviais mais bonitas de portugal.

O relevo acidentado e o valor ambiental da paisagem envolvente determinam um elevado potencial para a prática de atividades de aventura, desportos de natureza ou pedestrianismo.

Fotografias: manuelferreira.photography

Como a própria Praia, também os socalcos e a sua complexa rede de irrigação, uma obra construída ao longo de centenas de anos e que transformou um vale rochoso num vale fértil, são um verdadeiro ex-libris, uma obra que ainda hoje marca a paisagem, fazendo parte do património histórico da vila de Loriga.

Esta é uma praia inserida numa área protegida que requer que os visitantes sejam mais cautelosos, não só por isto mas porque existem riachos, rios ou outras linhas de água na área da praia.

Como chegar à Praia Fluvial de Loriga

A praia fluvial de Loriga dista cerca de 17 quilómetros de Seia. Vindo de Seia, pela EN 231, passa a vila de Loriga e encontra a praia cerca de 1 quilómetro depois.

Há poucos lugares de estacionamento por isso é aconselhável ir o mais cedo possível.

Coordenadas: lat=40.3273485 | long=-7.6783568

Praia de Bandeira Azul desde 2012

O local é recomendado não só por nós como pelo programa Bandeira Azul, que tem por objetivo educar para a sustentabilidade da biodiversidade e incentivar a adopção de comportamentos sustentáveis que respeitem a Natureza, tendo sido a praia de Loriga galardoada com a bandeira azul desde o ano de 2012.

 

Praia da Rocha, Portimão

A grande extensão de areal, que se prolonga ao longo de 1,5 km, é uma das características mais reconhecidas da Praia da Rocha. O areal é vasto e costuma haver sempre muito espaço, mesmo no verão.

O nome “Praia da Rocha” deve-se às rochas posicionadas entre o areal e o mar.

Das extremidades da praia, de um lado a Fortaleza de Santa Catarina e do outro o Miradouro dos Três Castelos, pode desfrutar da excepcional vista sobre o areal e sobre as formações rochosas esculpidas pelo mar.

História e Cultura

Há história e cultura um pouco por todo lado e pode desfrutar delas através de interessantes passeios de barco e excursões.

A Praia da Rocha evolui enquanto centro turístico no final do século XIX. Era na altura a estância de verão preferida de famílias não só de Portimão, mas também do resto do Algarve e da Andaluzia. Durante o inverno predominavam os turistas ingleses.

Hotel da Bela Vista

O Hotel da Bela Vista, com a sua arquitectura Belle Époque, data desta época e destaca-se entre os edifícios modernos ao longo da praia.

Hotel Bela Vista - Portimão

Hotel Bela Vista – Portimão – por hotelbelavista.net

Rodeado por uma paisagem deslumbrante, o Hotel combina requinte e hospitalidade, num espaço histórico que soube adaptar-se às mais modernas exigências.

O Palacete que alberga o Hotel Bela Vista data de 1918 e preserva a estética romântica que o inspirou. Pode fazer a sua reserva no booking.com

Avenida Tomás Cabreira

A avenida Tomás Cabreira, é a avenida marginal que percorre o topo da praia. Está repleta de restaurantes com qualidade, cafés e lojas. A variedade de bares e discotecas tornam esta avenida particularmente animada à noite.

A Avenida começou a ser melhorada em 2006. Foram criadas novas áreas pedonais, pavimentadas, ajardinadas e com bancos para descontrair e aproveitar o sol!

Atualmente a avenida encontra-se praticamente remodelada. O acesso de carro é restrito ao longo de uma parte, o que torna a avenida mais segura para os pedestres.

Fortaleza de Santa Catarina

O Forte de Santa Catarina é a representação de uma das últimas construções militares filipinas do Algarve. Foi erguida com o objectivo de defender o território, protegendo a barra do rio Arade. Foi construído nos séculos XVII e XVIII.

No local onde o Forte de Santa Catarina foi edificado onde existia uma ermida dedicada a Santa Catarina de Alexandria, da qual ainda subsiste o portal gótico primitivo no interior da fortificação.

Passadiço da Praia da Rocha

Ao longo de todo o areal da Praia da Rocha encontra um amplo passadiço de madeira, preenchidos por diversos bares e restaurantes e uma área desportiva, ideal para uma caminhada ao pôr do sol ou uma corrida logo pela manhã.

Passadiço da Praia da Rocha - Kurt-Georg

Passadiço da Praia da Rocha – Kurt-Georg