“Rosa Sousa” o nome forte da doçaria felgueirense

O Feeling Portugal foi até ao centro da cidade de Felgueiras conhecer a empresa Rosa Sousa, fundada em 1974, e dedicada ao fabrico e comercialização de doçaria e sobremesas tradicionais. Para além de ficarmos a conhecer um pouco mais sobre a história tão genuína desta casa, também provamos uma das delícias que certamente colocarão a doçaria felgueirense no panorama nacional e internacional.

Aqui fomos recebido pelo José Mário Sousa – filho da dona Rosa Sousa, onde o próprio nos indicava que a empresa tem sofrido um aumento na produção e venda, tendo sido aposta inclusivamente a promoção dos produtos em grandes superfícies e posteriormente no estrangeiro.

Os variadíssimos doces

As cavacas de Felgueiras são bastante conhecidas, mas tendo em conta que a empresa Rosa Sousa desenvolve e melhora receitas tradicionais, criaram um novo doce, uma nova especialidade, as cavaquinhas da Serra que foram finalista do Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor. A conjugação de doce com o salgado do queijo da Serra da Estrela é uma aposta ganha, com requinte no paladar e de encher as medidas aos mais gulosos.

Semifrio de kiwi da Rosa Sousa

Contudo, e como já percebeu, a inovação é palavra de ordem nesta casa, daí as novas sobremesas baseadas nos produtos da região, como é o caso do Kiwi, onde a criação foi aplicada num semifrio bem verdinho e bem fresco. Um encanto para os olhos e para o palato!
Mas as novidades não se ficam por aqui… Para quem adora doces e por vezes não consegue resistir a um, a Rosa Sousa encontrou a solução. A produção de pequenas doses de variadíssimos doces, que poderão ser vendidas separadamente mas com a particularidade de já conter uma mini colher para poder experimentar os doces em qualquer local. Esta pequenas maravilhas farão com que a gula seja saciada e o peso na consciência não seja tão grande.

Rosa Sousa

A “Rosa Sousa” tem ainda como principais produtos o Pão de Ló de Margaride, o doce de Foral, e o Pudim Abade de Priscos, vencedor do concurso da Confraria Gastronómica do Abade de Braga, entre muito outros doces, como é o caso da “Pila Romana”, ou o doce reinvetado do bolo da Teixeira (característico de Baião).
Conhecer esta deliciosa casa e levar para casa tudo o que tem direito é um privilégio que não pode negar a si próprio!

Já sabe onde vai festejar a passagem de ano 2016-2017?

Em Braga o ano passa-se na Avenida Central

Este ano, Braga volta a fazer a Passagem de Ano nas ruas, numa festa intensa onde não vai faltar a música e o fogo de artifício.

A partir das 22h00, no palco instalado na Avenida Central, haverá um grande concerto de Tito Paris e animação até às 04h00 com Karetus e vários Dj’s locais.

Blind Zero e Os Azeitonas na Passagem de Ano do Porto

Este ano, além dos Aliados, a Câmara do Porto preparou mais três palcos alternativos na Baixa, respetivamente na Praça de D. João I, Praça dos Poveiros e Praça dos Leões.
As boas vindas ao novo ano na principal sala de visitas da cidade, que é também um dos maiores palcos ao ar livre do país, vão ser dadas pelos Blind Zero e pelos Os Azeitonas. Pelo meio, há ainda o tradicional fogo de artifício ainda com mais surpresas este ano.
  • Avenida dos Aliados: 22h30-23h50 – Blind Zero |23h55 – Countdown | 00h00-00h15 –  Espetáculo piromusical | 00h30-02h30 – Os Azeitonas
  • Praça de D. João I: 22h30-01h00 – DJ Rodrigo Affreixo | 01h00-03h00 – DJ Set Holy Nothing
  • Praça dos Poveiros: 22h30-01h00 – DJ Isidro Lisboa | 01h00-03h00 – DJ Set Throes + The Shine
  • Praça dos Leões: 22h30-03h00 – DJ Sete Magníficos

GNR e CLUB BANDITZ garantem fim de ano imperdível em Coimbra

Coimbra vai celebrar a entrada no ano de 2017 ao som dos GNR e dos djs Club Banditz. Mas há muito mais. A animação estende-se a toda a Baixa da cidade, provando que Coimbra volta a ser a melhor opção para a celebração da passagem de ano. O concerto dos GNR é o ponto alto do programa de animação proposto pela Câmara Municipal de Coimbra (CMC) “Luzes Sobre a Baixa de Coimbra – Natal e Fim de Ano 2016”, que irá animar a cidade de 26 de novembro a 7 de janeiro e que conta com um vasto leque de iniciativas, ao longo de sete semanas e que fazem deste um cartaz imperdível.

  • Baixa de Coimbra: 21h30/04h00
  • Portagem: 22h00-23h30 – Kiss Kiss Bang Bang | Dance Music | 23h30-01h00 – GNR | 01h00-03h00 – Kiss Kiss Bang Bang |Dance MusicPraça do Comércio: 23h30-01h00 – Club Banditz | House Music | 1h00-03h00 – Dynamic Duo | Dancehall
  • Praça 8 de Maio: 00h00-04h00 – Revival Music | 70’s, 80’s, 90’s
  • Terreiro da Erva: 21h30-23h45 – Rockluso| Música portuguesa
  • Rio Mondego:  24h00 – Fogo de artifício

Na Figueira da Foz a Passagem de Ano começa no dia 30 de dezembro

Aproveitando o fim de semana, a festa começa logo no dia 30 de dezembro, com o concerto dos THE GIFT, que celebram com figueirenses e visitantes o fim da sua tournée. O espetáculo começa  às 22h30, na Praça do Forte e é apenas a primeira surpresa que o Município da Figueira da Foz preparou para estas comemorações.

No dia 31 de dezembro o primeiro a subir ao palco é o rapper português Dillaz, por volta das 23h00. Às 00h00 o céu vai iluminar-se e a cidade vai cobrir-se de luz, com o sempre aguardado espetáculo piromusical. O Ano Novo será recebido em festa, com os brindes e as 12 passas a simbolizarem os 12 maiores sonhos para 2017. Às 00h30 sobe ao palco um artista a que ninguém vai conseguir «Dizer que Não»: DENGAZ. Às 2h00 sobe ao palco o DJ Nelson Cunha, preparado para levar ao rubro o público que quer aproveitar a música, a energia e a animação próprias desta noite.

No dia 1 de janeiro por volta das 16h00 volta a realizar-se a caminha de Ano Novo – Sunset. Figueirenses e visitantes estão novamente convidados a iniciar o novo ano com uma boa caminhada na magnífica Serra da Boa Viagem.

A mais Alta Passagem de Ano do país é na Guarda

A Câmara Municipal da Guarda quer que a entrada em 2017 seja inesquecível e feita a partir do coração da “cidade mais alta” e por isso, no dia 31 de dezembro todos os caminhos vão dar à Praça Velha [Praça Luís de Camões].

As festividades marcadas para o centro histórico da Guarda prometem a maior das Passagens de ano da região com um fantástico espetáculo de Videomapping, com o concerto de uma das melhoras bandas Pop nacionais da atualidade, os Amor Electro e ainda com a atuação do DJ Nuno Luz, pela madrugada dentro.

Em Lisboa é no Terreiro do Paço

A 31 de dezembro, Lisboa veste-se para receber e celebrar o Ano Novo. Milhares de pessoas enchem as principais ruas da cidade e praças públicas para comemorar entre os amigos do Ano Novo.

 Passagem de Ano 2016-2017 no Terreiro do Paço
O Terreiro do Paço será o salão de festas nas celebrações de Ano Novo da cidade com muita diversão para marcar a passagem para o Ano Novo. Lisboa começou a contagem decrescente para a sua grande noite de Ano Novo. Para assinalar a entrada do novo ano, os céus de Lisboa iluminar-se-ão com um fabuloso espetáculo de fogos de artifício e entretenimento musical.
Uma passagem de ano na maior “sala de estar” de Lisboa, Terreiro do Paço, com uma fabulosa vista sobre o Rio Tejo e a melhor música portuguesa.
  • Dia 30: 21h30 – Miguel Araújo 23h15 – D’js Wilson Honrado / João Vaz •
  • Dia 31: 22h00 – Rui Veloso 00:00 – Mostra de fogos de artifício 00h15 – AGIR
  • Dia 1: 17h30 – Raquel Tavares (Fado) + Orquestra Roemer Pinatel

Em Évora o Fim de Ano volta à praça do Giraldo

Após alguns anos de interregno, a cidade volta a realizar festa de passagem de ano na Praça do Giraldo. A noite de dia 31 começa a ser animada, às 22h30, com um concerto dos PEÑA KALIMOTXO, um grupo oriundo de Lavre. Depois do sempre aguardado fogo de artifício, à meia-noite, a entrada em 2017 é celebrada com a música de DJ Sunlize.​

Em Portimão há música brasileira

A despedida do ano velho e a saudação ao novo ano vai ser assinalada em Portimão pelo tradicional fogo de artifício, que dará as boas vindas a 2017. Quando soarem as badaladas da meia-noite, os céus serão iluminados a partir da Praia da Rocha, na Zona Ribeirinha de Portimão e na Zona Ribeirinha de Alvor pelo habitual fogo de artifício, numa organização da ATP – Associação Turismo de Portimão, em colaboração com a Câmara Municipal de Portimão e as Juntas de Freguesia de Portimão e Alvor.

A festa de despedida a 2016 começa às 23h00 junto à Antiga Lota, na Zona Ribeirinha de Portimão, ao som do grupo de música brasileira “Pau D’Arara”, que animará esta zona até aproximadamente às 2h00.

Na Madeira o fogo de artificio é rei

O espetáculo de fogo de artifício tem uma duração de cerca de oito minutos e está distribuído por diversos postos de queima de fogo localizados no anfiteatro do Funchal, na orla marítima e baixa citadina, no mar e um posto na Ilha do Porto Santo.

Este espetáculo grandioso que é um dos mais importantes cartazes turísticos da Madeira, foi reconhecido internacionalmente, pelo Livro de Recordes do Guiness no ano de 2006, como “O maior espetáculo de fogo de artifício do Mundo”.

Nos Açores festeja-se um pouco por todo lado

A Passagem de Ano celebra-se por todas as ilhas do Arquipélago com concertos musicais, jantares comemorativos, baile de gala e as pessoas reúnem-se nos centros das freguesias e cidades para assistir ao fogo de artifício e dar as boas vindas a um Novo Ano.

5 Motivos para se fascinar com a nobreza de Almeida

Começamos este novo artigo com uma citação, de forma a demonstrar-lhe a devida grandiosidade que a cidade de Almeida carrega. Os vestígios históricos vêm do Paleolítico, mas é na era medieval que se estrutura a linha caracterizadora do território. Mas não iremos estender a questão histórica de Almeida visto que quando visitar o concelho irá ter acesso a toda a história de forma detalhada.

Queremos exclusivamente elucidá-lo  sobre cinco motivos que o façam deslocar-se até à zona raiana, mais concretamente ao norte do distrito da Guarda, junto à fronteira com Espanha.

O património da Vila de Almeida

Almeida é conhecida pela sua fortaleza em forma de estrela de doze pontas. Constitui um dos mais espetaculares exemplares europeus dos sistemas defensivos do séc. XVII.

Vídeo promocional do Territórios do Côa sobre Almeida

Em Almeida não conseguirá alienar-se da história, isto porque os locais de interesse público e patrimonial são imensos. Dentro das muralhas encontra um Museu Militar, um Centro de Estudos de Arquitetura Militar, Palácio da Justiça – Intramuros / Antiga Vedoria e Casa dos Governadores, o Picadeiro d’el Rey, entre muitos outros espaços edificados.

Saúde e bem estar com as Termas de Fonte Santa

Entre paisagens verdes encontra-se o complexo termal de Almeida, denominado Termas de Almeida Fonte Santa. Aqui conseguirá fugir à rotina do quotidiano, onde carregará baterias sempre através de programas específicos para o seu bem estar. O complexo termal é constituído por uma área de tratamentos (balneoterapia), ginásios, sauna, banhos turcos, massagem e uma área médica. Aqui poderá proceder-se ao tratamento de doenças do aparelho respiratório, doenças reumáticas e músculo-esqueléticas.

Aldeias Históricas

Já todos ouvimos falar nas Aldeias Históricas de Portugal. No entanto, muitos de nós não sabe que as Aldeias Históricas são 12, e que se encontram no interior da região Centro, formando um amontoado de aldeias único da história do nosso país.  A associação foi criada em 2007, e tem como objetivo promover o desenvolvimento turístico “Aldeias Históricas de Portugal” da qual fazem parte Almeida, Belmonte, Castelo Mendo, Castelo Novo, Castelo Rodrigo, Idanha-a-Velha, Linhares da Beira, Marialva, Monsanto, Piódão, Sortelha e Trancoso.

No concelho de Almeida existem duas dessas aldeias, Almeida que se situa dento das muralhas, e a aldeia histórica de Castelo Mendo. Esta última fica um pouco distanciada do centro de Almeida mas que por outro lado se encontra em ótimo estado de conservação. Tanto uma como outra aldeia merece uma visita da sua parte!

O que comer e onde comer

Cozido à portuguesa, cabrito e borrego assado, arroz de lebre, coelho à caçador e a bola doce são algumas das iguarias que esta cidade lhe disponibiliza para se derreter por completo.

Os locais de degustação são variados, contudo recomedamos-lhe o Talmeyda.  “Talmeyda”, reza a lenda que a sua origem vem de uma mesa cravejada de pedras preciosas que existira em tempos. Para além da lenda, a mesa da região sempre foi rica e recheada de sabores e aromas. Na região, o Talmeyda é uma ótima opção para jantar fora de horas com preços justos face à qualidade dos petiscos servidos. Quando for para pedir a bebida opte por um vinho da de região, será sem dúvida uma agradável surpresa.

Os produtos endógenos

Queijos, presuntos, chouriços, morcelas e o bom vinho são os produtos mais reconhecidos da região. É importante frisar que Almeida é conhecida também pela salada de merujes. A meruje é uma verdura parecida com o agrião, mas mais tenra, e cresce na margem dos riachos sobretudo na zona centro da Península Ibérica

 

“Perlim” para todos os gostos

A época natalícia é propicia a fazer-nos sonhar e por muitas vezes fazer-nos regressar ao tempo em que mais acreditávamos no natal, a nossa infância. Uma das frases que mais ouvimos ano após ano é que o natal é para a crianças! Não podemos discordar dessa afirmação, no entanto também não invalida que possamos “ter para sempre uma criança dentro de nós”. Portanto, para quem é doido pelo natal e não quer perder a oportunidade de se divertir nesta época festiva, o melhor é ir até Perlim, em Santa Maria da Feira.

Para quem nunca ouviu falar, podemos confirmar-lhe que o Perlim realiza-se pela nona vez e é o maior parque temático de natal do País.

O Perlim abriu as suas portas no dia 01 de dezembro, e o fecho está previsto para dia 30 de dezembro. O espaço escolhido para esta festa mágica é a inesquecível Quinta do Castelo, local com mais de um século de existência, onde se mistura o melhor dos sonhos e do imaginário infantil ao encanto de todas as histórias.

Em Santa Maria da Feira, as portas voltam a abrir para trazer os sonhos e o melhor do imaginário infantil a todos que visitem este lugar especial onde se fala a língua dos Pês, e onde os seus habitantes têm características únicas e mágicas.

Mas este ano há um novo habitante que vai trazer mais magia a este parque, que é Merlim Querlim Ferlim. Mas existem mais protagonista da fantasia como a Pimpim e o Perlim, a Fada Piri, a Preciosa e o Pim… Muitos nomes, mas que as crianças fixam de forma muitos simples e rápida!

Doces do “Perlim”

O Perlim tem mais de vinte áreas temáticas, sendo os teatros musicais e os cenários interativos os fatores mais diferenciadores relativamente a outros cenários espalhados por Portugal.

Não nos queremos alongar muito sobre este evento encantado, queremos que visite, e para isso deixamos-lhe o programa, o site e ainda o facebook do Perlim. No que toca ao preço da visita, os valores variam de 5 euros aos 10 euros, sendo a entrada a crianças menores de 3 anos gratuitas.

 

Caffé-Caffé: um restaurante de excelência

Portugal é sem dúvida um local de eleição para quem gosta de um passeio ou uma visita gastronómica, contudo, existem regiões portuguesas que agradam ou satisfazem mais a uns do que a outros. Partindo do pressuposto que o norte é um desses casos, irei contar-vos a minha última experiência, por Felgueiras, conhecem? Certamente que pelo menos já ouviram falar.

Na Rua da Liberdade, em Felgueiras, numa das tantas casas por ali espalhadas, encontra-se uma especialmente diferente. Construída em pedra e toda remodelada, essa moradia alberga um restaurante típico da região, apelidado de Caffé-Caffé.

As Iguarias

Eu poderia começar pela parte que mais me agradou que foi sem dúvida a sobremesa, um intenso e delicioso pão de ló de chocolate húmido. Um verdadeiro “crime” esta delícia de chocolate. Mas irei como é óbvio começar pelo início deste requintado almoço.

Na chegada ao restaurante deparamo-nos com um local acolhedor e moderno, onde a decoração do espaço não é deixada ao acaso. Após nos”despojarmos” sobre a mesa de refeição, já nos esperavam uns pratos de salpicão e presunto bem compostos, uma broa de milho rija e saborosa, e para completar a degustação foi-nos apresentado um prato de enrolado de alheira, absolutamente apetitoso.

Enrolado de Alheira

Mesa de entrada

Após a prova destas iguarias sucederam-se mais dois preciosos deleitos, um fantástico bacalhau no forno acompanhado de puré e salada, e uns miminhos de vitelas grelhados, envoltos em bacon, servidos em forma de espetada. O bacalhau desfazia-se em lascas e na boca o sabor transponha-se, divinal! Já os miminhos de vitela eram um manjar dos deuses, com tempero bem apurado e um paladar incrível.

Miminhos de Vitela e bacon assados

Não poderia deixar de fazer alusão ao néctar servido ao almoço. Apreciamos um vinho Quinta da Lixa, verde e bem fresco. Combinação perfeita.

Mas o melhor ainda estava para ser servido… As sobremesas! Foi sem dúvida uma inebriante sensação ao serem apresentadas duas sobremesas, um cheescake de frutos vermelhos e um pão de ló de chocolate muito bem enfeitados. Após o corte de ambas as sobremesas os olhos fixaram-se na cor castanha daquele bolo de chocolate que me prendeu a atenção e logo de seguida o paladar e o coração. O pão de ló de chocolate, que é elaborado pelo proprietário, o Sr. Vitor, é um ex-libris da doçaria. Não me recordo de ter provado doce que me preenche-se tanto as medidas como este. O cheescake de frutos vermelhos é também um autêntica delícia, bastante fresco e saboroso, mas o de chocolate! Estou rendida a esta formidável sobremesa.

Após um café bem cremoso para selar esta magnífica experiência gastronómica, ficaram troca de palavras e a promessa de um regresso breve ao Caffé-Caffé, e a encomenda de uma dúzia de pães de ló de chocolate para o Natal!

Capão volta a encantar e a deliciar Freamunde

Freamunde, capital do capão, é a cidade que foi, é, e sempre será a defensora e promotora desta iguaria. Por vezes, e porque Freamunde é uma cidade integrante do concelho de Paços de Ferreira, é confundida a origem deste prato que já leva muitos anos de existência.

Reza a lenda que o capão remonta aos tempos dos romanos estando ligada à figura do cônsul Caio Cânio que incomodado com o despertar sonoro dos galos pela madrugada fez aprovar uma lei que proibia a existência dos galináceos nas proximidades da cidade freamundense.

Contudo, a ideia de castrar os galos era de que eles deixassem de cantar, só que para compensar a ausência do instinto de reprodução, o galináceo engordava muito e a sua carne obtinha novo paladar. A partir deste desfecho, os romanos decidiram começar a castrar os seus galos, para melhor aproveitarem o seu sabor.

Apresentação da XI Semana Gastronómica do Capão à Freamunde

Para quem ainda não conhece muito bem esta delicia gastronómica, é de referir que o Capão à Freamunde é assado no forno, recheado, e acompanhado com batatas assadas e grelos. Característica peculiar é que o capão é embriagado antes de se tornar um belo petisco. Já é usual esta técnica de embebedamento nos perus, no entanto, a diferença centraliza-se na técnica de marinar  (uma técnica culinária que consiste em colocar um alimento, geralmente uma peça de carne, numa mistura de água, sal, temperos e algum componente ácido, como o vinagre ou o limão), a qual se prolonga por mais tempo.

O capão à Freamunde trata-se de um produto devidamente certificado com a denominação de Indicação Geográfica Protegida (IGP), atribuída pela Comissão Europeia. Os dados também comprovam que desde o momento em que foi atribuída a certificação da Comissão Europeia há cada vez mais criadores do famoso galo castrado.

A festa propriamente dita começa um ou dois dias antes ao verdadeiro dia dos capões (dia 13 de dezembro). Isto porque normalmente existe uma tenda onde os visitantes poderão aproveitar para degustar uns rojões bem condimentados, umas papas de sarrabulho, acompanhados de uma bela caneca de vinho verde tinto, tão apreciado na região.

Mas é no dia da tradicional Feira de Santa Luzia, que é realizada e reconhecida como Feira dos Capões, onde vários produtores participam no concurso do “Melhor Capão Vivo”. Este concurso tem como objetivo incentivar os criadores a manterem viva a tradição freamundense. Por isso até dia 13 de dezembro, presta-se culto ao galo mais celebrado da cozinha portuguesa.

E é pela 11ª vez que se realiza a Semana Gastronómica do Capão à Freamunde, sendo que este ano foi batido o recorde de restaurantes aderentes, sendo 13 os locais para degustação deste pitéu. Contudo, deixamos-lhe os restaurantes aderentes, bem como a morada de cada um deles.

Aidé. Av. 1º de Dezembro, 137, Paços de Ferreira
A Presa. Rua Além do Rio, 15, Freamunde
Adega Quim Cancela. Rua do Recanto, Freamunde
Parrilhada. Rua da Plaina , 166, Freamunde
Bom Garfo. Rua da Banda de Freamunde, Freamunde
Casa Anhinho. Rua de Novais, 157, Arreigada
Lareu”s. Rua Sport Clube de Freamunde, 159, Freamunde
O Tarasco. Av. Liberdade, 62, Figueiró
Casa de S. Francisco Wine Bar. Largo de São Francisco, 48, Freamunde
O Gusto. Rua Martinho Caetano, Freamunde
O Telheiro. Rua Nova de Ferreira, 235, Paços de Ferreira
O Penta 2. Rua 6 de Novembro, 8, Freamunde
São Domingos. Av. S. Domingos, 295, Carvalhosa

O presépio no Sabugal que desperta os sentidos

Nesta vertente, quem não gostaria de visitar o verdadeiro Presépio de Belém, onde nasceu o menino? Quer sejamos mais ou menos católicos, este é um desejo de quem aprecia esta época festiva. Contudo, para quem gostaria de fazer a visita ao verdadeiro presépio e não pode, nada melhor do que visitar algo recriado à imagem do verdadeiro. E isso só poderá encontrar no Sabugal!

O município do Sabugal, à semelhança de anos anteriores, recriou o Presépio de Belém, mesmo no centro da cidade, que contém cerca de uma centena de figuras em cerâmica, ocupa uma área com cerca de 700 metros quadrados e foram utilizadas 500 toneladas de troncos de castanheiros, heras e musgos, entre outros materiais.

O maior presépio natural em Portugal

O maior presépio natural em Portugal

O evento foi apelidado de maior Presépio Natural, e a inauguração aconteceu esta quarta-feira, dia 7 de dezembro, e contou com a atuação do Coro Sénior do Centro Cultural da Guarda.

O Presépio Natural poderá ser visitado de 7 de dezembro a 8 de janeiro, todos os dias, das 8h30 às 23 horas. As portas do mercadinho de natal estão abertas desde hoje, e decorrerá de 7 a 11, de 16 a 18 e de 23 e 24 de dezembro, servindo de montra para a venda de produtos e de artesanato local.

Todo o evento conta com muita animação, incluindo ateliers de pinturas faciais, decorações natalícias, confeção de velas, sais de banho e ambientadores, prendas amigas do ambiente, contos de encantar, espetáculo circense e concerto de Natal.

Presépio no Sabugal

Presépio no Sabugal

O presépio natural é motivo de atracção turística, sendo que se perspectiva ser o maior do género a nível nacional. Outra das características peculiares do presépio é o facto da maioria da construção ter sido feita pelos funcionários municipais. Ou seja, a mão-de-obra é quase toda sabugalense.

O recinto natalício pode ser visitado até ao dia 11 de janeiro, e o conceito é que o próprio visitante faça parte do presépio e acabe por se tornar um figurante. A ideia agradará a miúdos e a graúdos…

Cartaz das atividades do Presépio Natural

Cartaz das atividades do Presépio Natural

Uma visita ao Porto e dois motivos para regressar

Porto, o local sensação de Portugal.

Nos últimos anos a invicta tem sofrido várias evoluções, laborais e turísticas, e é na área turística que a evolução foi mais notável. A cidade do Porto mais do que duplicou dormidas e passageiros no aeroporto desde 2004. Em 2004 a hotelaria do concelho registava 1.064.188 dormidas, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE). Já em 2016, as dormidas na região norte aumentaram 15.1%. Mas para as associações de turismo, o principal motivo para este “boom” no número de visitantes foi a introdução de voos ‘low cost’ no Aeroporto Francisco Sá Carneiro.

Baumhaus

Quarto do Baumhaus Serviced Apartmants Porto

Contudo, o Porto comporta imensos segredos e locais mágicos ainda por descobrir. Neste artigo iremos falar-lhe sobre dois grandes motivos para regressar sempre que poder ao Porto. Começamos pela estadia…

“Estrategicamente situada entre a Boavista e a zona histórica da cidade, a Baumhaus Serviced Apartments reúne o melhor de dois mundos: a tranquilidade de uma zona residencial e de serviços, a uma distância de 5 minutos a pé para a estação de Metro que liga o aeroporto ao resto da cidade, ou 10 minutos a pé para a Rotunda da Boavista, a Casa da Música e o Mercado do Bom Sucesso, 15 minutos a pé para os Clérigos… A localização ideal para a sua estadia no Porto, seja em lazer ou em trabalho”.

A descrição feita pela equipa do Baumhaus é efetivamente uma descrição clara e verdadeira. De um bom gosto excecional, estes apartamentos abarcam uma decoração moderna e intimista, aliada a uma excelente localização. Os apartamentos estão instalados numa típica Casa Burguesa do Porto, totalmente recuperada em 2015, onde apresenta 9 apartamentos totalmente independentes, mobilados e equipados. Os apartamentos dispõem de uma sala de estar com sofá, casa de banho privativa e cozinha totalmente equipada. Todos estão equipados com televisão por cabo, Wi-fi de alta velocidade e sistema de aquecimento ambiente.

Baumhaus jardim

A árvore na imagem é um cedro do Líbano que deu nome à casa Baumhaus (Casa da árvore)

Mas o ponto forte do Baumhaus  e com que ficará surpreendido é com o enorme e cuidado jardim no centro da cidade. Com uma árvore centenária que dá nome à casa (baumhaus deriva do alemão e significa casa da árvore), com plantas de fruto, relvado e os diferentes recantos do jardim, tornarão a sua experiência na cidade ainda mais aprazível.

Depois de passar pela Baumhaus Service Apartments sentirá uma tranquilidade e paz interior brutal! Vai querer regressar e experimentar todos os restantes quartos…

“A Alma do Rock é Invicta”

A Alma do Rock é invicta. Esta é a frase que descreve o porquê de já estar aberta a segunda unidade do Hard Rock Café em Portugal, e desta vez o Porto ter sido o escolhido.

Um grande edifico histórico em plena Baixa do Porto albergou o mítico restaurante da cadeia americana que veio para ficar por muitos e longos anos. Após uma década de ter aberto o primeiro espaço em Portugal (nos Restauradores, em Lisboa), e de o Hard Rock já estar representado em 59 países, heis que a Invicta foi o local mais que desejado para a “alma do rock”. E diga-se de passagem que o local foi tremendamente bem escolhido, com um edifício supremo e muito bem requalificado, que dá vontade de fotografar de noite e de dia…

Hard Rock 3

Fachada do Hard Rock Café Porto

Falamos-lhe de um espaço com 4 pisos, onde ainda só estão disponíveis o rés do chão, onde se situa a loja oficial e o espaço para concertos, já o primeiro e o segundo pisos são ocupados pelo restaurante. Um espaço descontraído e descomprometido, mas respeitador dos padrões da marca Hard Rock Café.

O Baumhaus e o Hard Rock Café Porto são os dois motivos para regressar ao Grande Porto e deliciar-se com o de melhor esta cidade tem para lhe mostrar, sendo que este mês de dezembro também é especial, devido a todas as iluminações natalícias e atividades da época que são organizadas pelas entidades competentes do Porto. Se por acaso tem algum fim de semana prolongado ou quer apenas passar um noite este é um artigo que lhe sugere o que de bom a Invicta comporta e o que ainda tem para ser descoberto!